quarta-feira, 29 de abril de 2015

O Terroir do Chile

Bardot - Vinhos e Artes

A combinação única de um clima mediterrâneo moderado e variadas condições geográficas fazem do Chile um lugar ideal para a produção de variados estilos de vinho.

Bardot - Vinhos e Artes

A vinicultura sustentável é uma opção e vinhedos orgânicos e biodinâmicos crescem ao longo dos anos.

O clima mediterrâneo, com verões quentes e secos, com temperaturas médias anuais de 14ºC, sofre grande influência da cordilheira dos Andes e do oceano Pacífico fazendo com que haja uma grande variação na amplitude térmica diária, com temperaturas entre 30º a 35ºC durante o dia, caindo para 10º a 15ºC durante à noite. Os invernos são frios e chuvosos.

O ar frio da corrente Humboldt, que começa nas águas frias perto da Antártica e sobe até a costa oeste da América do Sul contribuem para amenizar as temperaturas quentes do verão.

Os solos dos vinhedos chilenos são variados tanto em origem como em textura. Quanto à origem, podem ser aluviais (um solo fértil, originado da deposição de sedimentos minerais e orgânicos nas margens de rios e áreas de planícies), coluviais (formado a partir do transporte e acúmulo de sedimentos de rochas e minerais, principalmente sedimentos de quartzo), e fluviais. Quanto à textura, podem ser de calcário, argila, areia e silte (fragmentos minerais de textura intermediária entre a areia e a argila).

As principais zonas vitícolas são, de forma simplificada, divididas em Norte, Centro e Sul, sendo a central a mais importante com aproximadamente 400 km, entre San Felipe (Aconcágua) e Limari (Maule), e largura média de 180 km. Veja aqui mais informações sobre o sistema de Denominações de Origem chileno.

Castas
Atualmente são cerca de 117.559 hectares de vinhedos, plantados desde o Elqui até Osorno. Existem aproximadamente 50 castas distintas, sendo 75% tintas e 25% brancas. As mais importantes são:

Tintas (88.703 hectares):
Cabernet Sauvignon (40.766 hectares)
Merlot (13.283 hectares)
Carmenère (7.284 hectares)
Syrah (3.513 hectares)
Pinot Noir (1.413 hectares)

Brancas (28.856 hectares):
Sauvignon Blanc (8.862 hectares)
Chardonnay (8.733 hectares)
Viognier (309 hectares)
Riesling (305 hectares)

A Carmenère é a casta símbolo do Chile. Desapareceu dos vinhedos europeus em meados do século XI e reapareceu entre as videiras de Merlot no Chile cem anos mais tarde. Necessita de longo período de crescimento para atingir seu pleno potencial. Seus vinhos são ricos em aromas de frutas vermelhas e especiarias e os taninos são finos, tornando-o muito agradável e fácil de beber.

A Bardot – Vinhos e Artes possui em seu portfólio uma grande variedade de vinhos chilenos. Uma boa pedida é o Santa Carolina Reserva de Família Carmenère 2012

Bardot - Vinhos e Artes

* Texto de Alexandre Follador (editor do site Idas e Vinhas)
* Foto: Viña Santa Carolina

Serviço:
Bardot - Vinhos e Artes
Rua Barão de Mesquita, 978 A. Praça Verdun, Grajaú, Rio de Janeiro.
Telefone: (21) 2575-9395

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...