segunda-feira, 31 de agosto de 2015

Guia das uvas: Pinot Noir

Bardot - Vinhos e Artes

Dando prosseguimento a nossa série sobre uvas, trazemos a delicada Pinot Noir

A Pinot Noir tem como origem a região de Borgonha, na França, de onde ganhou fama mundial. É uma casta muito delicada, possui poucos taninos e é difícil de ser cultivada devido ao clima que precisa ser moderadamente frio. Zonas quentes dificilmente são de seu agrado, além de ser muito sensível a pragas. Mas também produz um dos vinhos mais elegantes e delicados do mundo.

Quando bem trabalhada, produz vinhos elegantes e aromáticos, com aromas que variam entre cerejas vermelhas a framboesas. Os taninos discretos, mas firmes, não são agressivos.

Como é uma uva difícil de ser trabalhada, que depende muito do terroir em que é produzida e, dizem alguns, tem personalidade volátil, quando mal feita pode resultar em vinhos ácidos e pouco equilibrados.
Bardot - Vinhos e Artes

Características:


Como um clássico tinto da Borgonha, ela exibe aromas de cereja, framboesa e morangos. Notas de especiarias, tostados e couro, quando amadurecido em carvalho. Na boca é elegante e saboroso.

Quando cultivada em regiões quentes perde suas características sutis e passa a transmitir aromas exuberantes de fruta vermelha madura ou de geleia, deixando de lado a elegância.

Como já foi colocado, é uma casta muito delicada, com a casca muito fina e de pouca pigmentação, o que gera vinhos mais frágeis, claros e com poucos taninos. Para alcançar seus melhores resultados, o ideal é um clima frio.

A Pinot Noir também elabora vinhos brancos, fazendo parte da composição do Champagne, juntamente com a Pinot Meunier e a Chardonnay.



Bardot - Vinhos e Artes



As principais regiões de cultivo são:

A Pinot Noir esta presente em vários territórios, do velho ao mundo.Os mais prestigiados Pinots do mundo vem da região de Borgonha (França), que produz vinhos complexos, com boa estrutura e longevidade, podendo alcançar preços astronômicos. Participa também do famoso corte do champagne.   Diferente do estilo terroso e mais rústico dos Borgonhas, os Pinots do novo mundo, geralmente são mais frutados e relativamente mais baratos.


Excelentes exemplares dessa uva também podem ser encontrados na Nova ZelândiaEUA (Califórnia e Oregon) e Chile (Vale do Casablanca) .


Bardot - Vinhos e Artes


Harmonização:


É uma uva versátil na harmonização, podendo acompanhar peixes, frios e carnes sem problemas. Por ser um tinto leve, sua versatilidade possibilita a harmonização com carnes vermelhas de textura macia e pouca gordura, aves assadas ou ensopadas, vegetais cozidos, risotos, alguns peixes de sabor acentuado como atum e salmão e queijos de massa mole (camembert e brie).

No caso do espumante, seja rosé ou branco, harmoniza com entradas frias, risoto de camarões e tartar de salmão fresco ou defumado.

Fontes:
www.sommelierwine.com.br
www.simplificandovinho.com.br
www.vinho365,com.br

A seguir damos alguns dicas de ótimos vinhos da uva Pinot Noir, que fazem parte do portfólio da Bardot - Vinhos e Artes

Alma Negra  2012, Mendoza - Argentina (R$124,99)
Nimbus 2012, Valle de Casablanca - Chile (R$108,99)
Bourgogne Vieilles Vignes 2012 - Bourgogne - França (R$203,58)
Goldridge Estate 2011, Nova Zelândia (R$ 56,99)



Serviço:
Bardot - Vinhos e Artes

Rua Barão de Mesquita, 978 A. Praça Verdun, Grajaú, Rio de Janeiro.

Fale conosco:
Telefone: (21) 2575-9395

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...