quarta-feira, 6 de janeiro de 2016

A região vinícola da Toscana

Bardot - Vinhos e Artes

Toscana é uma região do centro da Itália com 3,6 milhões de habitantes e 23 000 km², cuja capital é a histórica cidade de Florença.

Quando pensamos em vinhos italianos, a Toscana logo nos vem à mente. Vinho e azeite são os principais embaixadores da região no mundo, sendo exportados para os cinco continentes.

ChiantiMorellinoBrunello di Montalcino e Nobile di Montepulciano são denominações que fizeram a história e o nome do vinho toscano, rótulos que confirmam ano após ano a qualidade da produção e o prestígio dos produtores.

O vinho toscano detém o recorde de 36 DOCs e 5 DOCG, num total de 11 mil produtores certificados. Área de Vinhedos: 64.000,00 hectares

Os principais importadores são a União Européia, Estados Unidos e Japão. 

Bardot - Vinhos e Artes

Características Geo-climáticas

Do território toscano, 74% são colinas, 15% montanhas e 9% planícies, formando uma paisagem característica dominada por vinhedos e olivais.


Como a paisagem da Toscana é ondulada, com muitas colinas, os vinhedos situados nas encostas em pontos relativamente altos fornecem a maioria dos vinhos de qualidade superior da região. Isto porque nestas altitudes há concentração da luz do sol pelo tempo necessário para favorecer o correto amadurecimento das uvas.

Outro fator valorizado pelos produtores é a significativa variação de temperatura entre dia e noite nas zonas mais altas. O clima da Toscana é classificado como mediterrâneo e ali os invernos são rigorosos.



Principais Uvas viníferas
A uva vinífera Sangiovese é a base da produção regional e está presente nos vinhos finos da Toscana. É a única uva admitida na produção do Brunello di Montalcino e Rosso di Montalcino, sendo a base da produção dos vinhos Chianti, Montepulcinao e a maioria dos vinhos toscanos superiores mais modernos (os Super Toscanos).

É uma uva fácil de cultivar, preferindo climas temperados com pouca chuva. Pode ser vinificada sozinha (varietal) como no caso dos Brunellos ou em corte como nos Supertoscanos.

Quanto aos aromas, a Sangiovese apresenta tradicionalmente notas de violeta, tabaco, cereja, tomate, ervas e chá. Ainda podemos encontrar aromas de baunilha, pimenta em pó e ameixa. No caso dos Morellinos, os aromas são mais animais e terrosos. Na boca, a Sangiovese é ácida e com taninos a resolver. O corpo varia de pequeno (Chianti genéricos), passando por corpo médio (Rosso e Vino Nobile) até chegar aos encorpados (Brunello).

A uva vinífera Trebbiano forma a base dos vinhos brancos produzidos na região. É cultivada largamente devido a sua grande produtividade e por conservar sua acidez mesmo em regiões quentes. De paladar geralmente neutro, só é utilizada isoladamente na fabricação de vinhos inferiores vendidos em garrafões. De regra, é usada como uma base neutra em conjunto com outras uvas, como a Malvasia.



Mais recentemente muitos produtores estão mostrando interesse em outras variedades viníferas como a Chardonnay e a Sauvignon Blanc, especialmente nas áreas mais altas onde a Sangiovese amadurece com dificuldade.




Vinhos
O vinho mais importante produzido na região da Toscana é o popular Chianti. A maioria destes vinhos pertence ao consórcio Clássico e traz o símbolo do gallo nero (galo preto) estampado no rótulo. Este é de produção da tradicional família que carrega o sobrenome Tuscan, ou Toscano.


Os vinhedos de Chianti estão espalhados por toda a região e, por lei, os vinhos devem ter pelo menos 80% de Sangiovese e podem receber até 10% de uvas tintas estrangeiras (as mais usadas são: Cabernet Sauvignon, Merlot ou Syrah).

Uma nova safra de vinhos tintos são os Super Toscanos, que são fabricados seguindo um padrão internacional com a utilização de uvas viníferas francesas como Cabernet Sauvignon e Merlot.

Outros importantes vinhos toscanos são o MontalcinoMontepulcianoBolgheriCarmignano e Maremma. A produção de vinhos brancos é mais concentrada na área de San Gimignano.

Ao sul da Toscana, se produz o tradicional e poderoso Brunello de Montalcino, que, juntamente com o Barolo, é o mais aclamado – e geralmente mais caro – vinho tinto italiano.

A região da Toscana onde se produz este vinho é uma das poucas a levar a classificação mais alta na hierarquia das regiões vinícolas italianas – a DOCG (Denominação de Origem Controlada Garantida). O Brunello é produzido com uma única uva, a Sangiovese grosso, um potente clone da Sangiovese.

Bardot - Vinhos e Artes

Na Bardot - Vinhos e Artes, nossos clientes podem encontrar vários rótulos da Camigliano. Os clássicos vinhos da região da Toscana são os destaques dessa Cantina, responsável pela recuperação da tradição do Chianti.

E para ler mais sobre a vinicultura da Itália, clique aqui.


*Fontes e fotos:
www.academiadovinho.com.br
Wilkipedia
www.guiadovinho.com.br/



Serviço:
Bardot - Vinhos e Artes
Rua Barão de Mesquita, 978 A. Praça Verdun, Grajaú, Rio de Janeiro.

Fale conosco:
Telefone: (21) 2575-9395

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...