sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

Dicas da Bardot: Dicas básicas de harmonização de vinhos

Bardot - Vinhos e Artes


A combinação entre vinho e comida se mostra perfeita desde muitos séculos atrás. Na Europa, as famílias produziam seu vinho caseiro a partir de pequenos vinhedos em suas terras, tendo sempre sua garrafa à mesa.

O avanço da tecnologia e as descobertas de novas técnicas, tanto no mundo do vinho quanto no da gastronomia, trouxeram novos sabores, novas texturas, variedades de aromas e aumentaram muito as possibilidade de excelentes combinações.

Para se conseguir uma boa harmonização entre vinhos e os pratos de uma refeição é necessário considerar alguns componentes básicos de ambos. O mais importante é tentar equilibrá-los, de tal forma que combinem seus aromas e sabores e possam oferecer uma harmonização interessante e rica em novas características.

Conheça os diferentes tipos de vinho que melhor combinam com cada prato :

Vinho Tinto

Bardot - Vinhos e Artes


Sempre vão melhor com carnes, mas como são vários os tipos, os tintos são muito versáteis.

Tinto seco leve – carnes vermelhas fritas ou grelhadas, frango assado ou cozido, pizzas, bacalhau com molho e paella são ótimas pedidas;

Tinto seco encorpado – carnes assadas e queijos brancos, como o brie e o camembert caem bem;

Tinto leve – massas com molhos leves;

Tinto encorpado – queijos duros, como o provolone;

Tinto seco – massas com molho de tomate, ou com molho de ervas ou ainda com molho condimentado, além de queijos amarelos, como o parmesão e gouda, e frios em geral são combinações perfeitas.


Vinho Branco

Bardot - Vinhos e Artes

Os vinhos brancos, sejam eles jovens e frutados ou encorpados e fermentados, são melhores quando harmonizados com peixes e frutos do mar; e quase nunca combinam com comidas muito temperadas e carnes vermelhas.


Vinho Rosé


São ótimos com carnes magras grelhadas, frango assado, verduras gratinadas, massas italianas, charcutaria, entradas, tortilhas e omeletes. E não cai bem com peixes e mariscos cozidos simples, peixes magros grelhados, carnes gordas e e queijos azuis,


Espumante


São flexíveis e vão bem com diversos pratos, mas a sua excelência se dá quando servidos como aperitivos, harmonizando muito bem com queijos de massa branca, como o Brie e o Camembert, peixes fumados (salmão), carnes gordas assadas (leitão, porco), aves assadas (frango, pato), entradas e aperitivos.


Vinho do Porto


Frutas secas, bolos, queijos azuis, sorvetes e sobremesas são boas combinações.


Alimentos que não combinam com vinho (ou de difícil harmonização)

O assunto é bastante polêmico. Alguns desses alimentos podem combinar com certos vinhos conforme sua preparação e acompanhamentos.

Temperos acentuados
curry, dendê, shoyu, wasabi, etc.

Alimentos ácidos
vinagre, limão, laranja, grapefruit, kiwi, etc.

Algumas verduras e legumes
alcachofra, aspargo, couve, etc.

Outros
ovo, chocolate, sopa, feijoada


O mais importante: isso não são regras absolutas, longe disso, são diretrizes básicas para buscarmos boas combinações de vinhos e pratos. A preferência pessoal e a criatividade certamente o levarão a novas descobertas nessa apaixonante área da Enogastronomia. 

Aproveite e lembre-se: beba sempre com moderação! Saúde! 


Fontes:
www.petitgastro.com.br
www.academiadovinho.com.br
www.historiasevinhos.blogspot.com.br
www.winer.com.br


Serviço:
Bardot - Vinhos e Artes
Rua Barão de Mesquita, 978 A. Praça Verdun, Grajaú, Rio de Janeiro.

Fale conosco:
contato@bardotvinhoseartes.com.br
Telefone: (21) 2575-9395



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...